Valorimetria | Contabilista.pt

Valorimetria

Critérios de valorimetria utilizados na Contabilidade:

CMP -> Custo médio ponderado.

A utilização deste critério de valorimetria é bastante simples pois basta fazer uma média aritmética ponderada para apurar o custo do recurso.

Como exemplo para a utilização de do critério de valorimetria CMP temos seguintes elementos.

  • 1ª: Compra de 10 unidades custaram 100 Euros
  • 2ª: Compra de 20 unidades custaram 400 Euros

O custo total das matérias adquiridas ou compradas é de 500 Euros, dividindo os 500€ por 30 unidades temos um custo unitário de 16,66€/unidade.

  • Compra 1: 10€/unidade
  • Compra 2: 20€/unidade
  • Custo médio das compras: 16,67€/unidade

Esta forma de custeio é das mais fáceis de registar.

FIFO -> Custo cronológico directo

FIFO significa First in, First out; traduzindo: o primeiro a entrar é o primeiro a sair. É conhecido como custo cronológico directo.

A utilização deste critério de valorimetria pressupõe a utilização de lotes para diferenciar as diferentes entradas.

Como exemplo para a utilização de do critério de valorimetria FIFO podemos considerar 2 lotes de matérias-primas:

  • O primeiro lote 10 unidades custaram 100 Euros
  • O segundo lote 20 unidades custaram 400 Euros

Custo de cada unidade por  lote:

  • Lote 1: 10€/unidade
  • Lote 2: 20€/unidade

Ao utilizar as 15 unidades de matéria-prima apura-se o custo de  200 Euros, 100 € de 10 unidades do 1º lote e 5 unidades do 2º lote 100€. Resumidamente este é o processo de valorimetria FIFO.

LIFO -> Custo cronológico inverso

LIFO significa Last in, First out; traduzindo: o último a entrar é o primeiro a sair. É conhecido como custo cronológico inverso.

A utilização deste critério de valorimetria pressupõe a utilização de lotes para diferenciar as diferentes entradas.

Como exemplo para a utilização de do critério de valorimetria LIFO podemos considerar 2 lotes de matérias-primas:

  • O primeiro lote 10 unidades custaram 100 Euros
  • O segundo lote 20 unidades custaram 400 Euros

Custo de cada unidade por  lote:

  • Lote 1: 10€/unidade
  • Lote 2: 20€/unidade

Ao utilizar as 15 unidades de matéria-prima apura-se o custo de  300 Euros, ou seja todas as unidades foram retiradas do segundo lote. De um forma geral é este o processo de valorimetria FIFO.

NIFO -> Custo de reposição

NIFO significa Next in, First out; traduzindo: o próximo a entrar é o primeiro a sair. É conhecido como custo de reposição.

A utilização deste critério de valorimetria pressupõe um custo diferente na aquisição, tendo a sua maior vantagem em períodos inflacionistas.

Como exemplo para a utilização de do critério de valormetria Nifo podemos considerar 2 compras de produtos:

  • Na primeira compra o preço foi de 20 Euros a unidade
  • Na segunda compra o preço foi de 22 Euros a unidade.

Ao vender os produtos a empresa utiliza o último preço de compra para valorizar as existências, ou seja todos os produtos vão ter um custo para a empresa de 22 Euros.

De um forma geral é este o processo de valorimetria NIFO.

Custo Padrão

O custo padrão é um custo teórico que é definido à partida, à luz da experiência da empresa. Para definir um custo padrão nada melhor que dar uma olhadela ao que diz quem sabe:

São custos teóricos, sucessivamente rectificados à luz da experiência, cuidadosamente expurgados de todas as verbas anormais, que se utilizam como norma ou modelo durante prazos mais ou menos longos.

Gonçalves da Silva in Contabilidade Industrial p 434

A adopção do custo padrão visa melhor a gestão orçamental da empresa, podendo antever resultados e outras informações relevantes para a empresa.

Por exemplo: Ao definir o custo padrão da matéria y de 10 euros a unidade (o custo padrão é sempre expresso em unidades) todas as compras da matéria y é contabilizada a 10€ mesmo que no real se esteja a comprar a 11€, a diferença de 1 Euro é o desvio.

De um forma geral estes são os processos de valorimetria da Contabilidade.

Subscrever actualizações

rss


AVISO:Todos os artigos publicados no blogue contabilista.pt são puramente informativos e não podem ser confundidos com aconselhamento financeiro.